Coordenação de Ações Extensivas de Saúde prepara atividades

 

 

Presidente Prudente, terça-feira 22 de janeiro de 2013

Nesta semana a coordenação de Ações Extensivas da Saúde prepara o calendário de atividades para 2013. Está estabelecida vasta programação, conforme o coordenador professor Décio Gomes de Oliveira. O fechamento será feito em breve junto a pró-reitora Angelita Ibanhes de Almeida Oliveira Lima. A novidade será o Programa Farmácias Vivas, incluindo dois projetos que alcançam as políticas públicas do Sistema Único de Saúde (SUS), em fase final de elaboração e com o anuncio oficial nos próximos dias. 

 

Entre os programas em andamento estão o Mutirão de Saúde e o Saúde Visual do Escolar. O primeiro envolvido no plano municipal com a Caravana de Saúde da Associação Comercial e Empresarial de Presidente Prudente (Acipp), que nos últimos cinco anos levou 44.417 atendimentos ao público em bairros e no centro da cidade para mais de 17 mil pessoas. O segundo iniciado em 2010 junto às quintas séries de escolas da rede estadual de ensino, com testes de acuidade visual aplicados em 7.892 alunos e destes 1.452 foram encaminhados para consultas. 

 

O Saúde Visual do Escolar é de iniciativa do Lions Clube Cinquentenário e, entre outros parceiros, envolve a Santa Casa - com o Banco de Olhos Maria Sesti Barbosa - e a Unoeste. O Mutirão de Saúde também contempla municípios da região e já está certo um em Presidente Epitácio, em data a ser definida. A assessora da Proext, professora Rosângela Cristóvão Ferreira diz que em reuniões com os parceiros serão programadas as datas e locais dos atendimentos em 2013. 

 

A assessora conta ainda que, assim que voltarem às aulas em fevereiro, serão retomadas as atividades de estética e saúde na Vila da Fraternidade e no Hospital Allan Kardec. Entre as demais atividades estão as de Reabilitação Equestre, ação extensiva que ocorre junto ao Hospital Veterinário, o Programa Promoção de Saúde no Brasil Novo, e o Arranjo Produtivo Local (APL) do município de Itavepa para a produção agrícola de plantas medicinais, com o envolvimento da Fundação Oswaldo Cruz, a Fiocruz.  

 

De acordo com Oliveira a maioria dos programas e projetos são de caráter multidisciplinar, de tal forma que cada um deles envolve dois ou mais cursos de ensino superior da Unoeste. Professores e alunos se envolveram diretamente, em busca de sedimentar os conhecimentos teóricos e de experimentar a prática profissional.

Este é um projeto educacional sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter este projeto em funcionamento.
Doar