Farmacêutico na Praça mobiliza pessoas da terceira idade

 

Presidente Prudente, segunda-feira 12 de novembro de 2012

 

Pelo terceiro ano consecutivo e pela segunda vez neste ano é realizado em Presidente Prudente o projeto Farmacêutico na Praça. Durante a manhã e começo da tarde de sábado (10) na Praça 9 de Julho, no centro da cidade, foram prestados mais de mil atendimentos para cerca de 350 pessoas da terceira idade, com idades entre 60 e 85 anos. Cada um recebeu pelo menos três atendimentos, entre testes de glicemia/diabetes, aferição de pressão arterial, orientação sobre uso correto de medicamento e orientação sobre doenças sexualmente transmissíveis, incluindo a distribuição de camisinhas.

 

A iniciativa do Conselho Regional de Farmácia (CRF-SP), realizada em suas 27 seccionais e três subsedes, em Prudente tem a parceira da Unoeste, através do curso de Farmácia e com o projeto cadastrado na Pró-Reitoria de Extensão e Ação Comunitária (Proext) que oferece a logística. São apoiadores o Lions Clube Cinquentenário e o Banco de Olhos da Santa Casa.  A diretora da seccional local Nádia Alvim manifestou satisfação com o número de pessoas que compareceram à praça, que atenderam ao apelo feito pelo rádio e pela televisão.

 

O atendimento envolveu parceiros e apoiadores, com os testes de glicemia e aferição de pressão arterial, realizados por sete farmacêuticos e estudantes orientados pela professora Rosilene Martins Viel que também é vice-diretora da seccional. A orientação sobre medicamentos compreendeu o uso correto e o descarte. Quanto aos preservativos, orientou-se sobre o uso correto.

 

´´O projeto oferece facilidade para quem faz controle da pressão e do diabetes. Mas tem gente que faz pela primeira vez``, conta a professora e revela que em abril deste ano um senhor de 80 anos, que não fazia acompanhamento de sua saúde, estava com a pressão 18 x 22 e foi preciso chamar o Resgate. ´´Havia perigo de infarto. É possível que o projeto contribuiu para salvar essa vida``, estima.

 

Entre os atendidos desta última esteve Amélia da Rocha, de 75 anos, que saiu feliz, por estar tudo sobre controle com sua saúde. Ela agradeceu o atendimento e elogiou o projeto. Conforme os assessores da Proext, Rosangela Cristóvão de Almeida e Darci Galbiati, as pessoas são muito gratas pela oportunidade de atendimento em praça pública, pois estão no centro da cidade em razão de outros compromissos e acabam aproveitando a oportunidade. Pelo Lions e Banco de Olhos estiveram presentes Walmy Geraldo de Almeida, Valdecir Batista Veiga, Consuelo de Almeida Veiga, Geil Mora e Odilton Ribeiro da Silva.

Este é um projeto educacional sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter este projeto em funcionamento.
Doar