Adolescentes são orientados como prevenir DSTs e gravidez

 

Presidente Prudente, quinta-feira 8 de novembro de 2012

A Pró-Reitoria de Extensão e Ação Comunitária (Proext) da Unoeste mobilizou na tarde desta segunda-feira uma equipe da graduação em Farmácia para atender solicitação de professores de ciências biológicas da Escola Estadual Lúcia Silva Assumpção, no município de Pirapozinho. Cerca de 70 alunos do nono ano do ensino fundamental, com idades de 14 e 15 anos, receberam orientações sobre a prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST/Aids) e gravidez na adolescência.

 

Orientados pela professora Leonilda Chiari Galle, os alunos Antonio Joaquim Bonfim, Leni Antão e Luciana Mendes Barbosa – acompanhados da assessora da Proext professora Rosângela Cristóvão Ferreira – ofertaram instruções utilizando a didática dialógica. Os alunos foram instados a perguntar e a responder a todo instante. Em vários momentos as intervenções eram ´´premiadas`` com a entrega de doces, pirulito ou chocolate. As conversas foram descontraídas, bem humoradas.

 

Uma das projeções no telão que mais chamou a atenção foi a seguinte frase: sexo sem camisinha é mágico – aparece um bebê, some um pai. Embora descontraídos, os alunos interagiram com a responsabilidade exigida pelos assuntos enfocados. Foram duas salas em que os alunos se dirigiram ao auditório, em momentos diferentes. O projeto de extensão Saúde do Adolescente teve suas atividades iniciadas com o preenchimento de questionário, sem identificação e apenas com a finalidade de levantar dados para saber o que o adolescente pensa sobre DST/Aids e gravidez.

 

A orientação foi iniciada em sala de aula e completada no encontro com os universitários. ´´Esse é um momento muito importante. Acaba contextualizando aquilo que a gente faz na sala. Eles estão acostumados com o professor e quando ouvem alguém de fora, acabam concretizando os conceitos``, disse o professor Márcio Padovam dos Santos. Para a professora Andressa Veronezi, são muitos os cuidados para com o adolescente e a prevenção à gravidez está entre os principais. ´´Em nosso país, o índice de gravidez na adolescência é grande``, afirmou.

 

A equipe de professores de ciências biológicas na escola conta ainda com Sônia Cristina Videira e Márcia Maria Barbosa, empenhada na busca de atividades extraclasse, juntamente com a coordenadora do ensino fundamental Renata Lopes Silva e o diretor Dionizio Danieletto. No bimestre passado o debate esteve voltado aos riscos e efeitos do uso indevido de drogas e consumo de álcool. É o que conta Santos, formado em Ciências Biológicas pela Unoeste, instituição onde a professora Andressa está no terceiro termo do curso de Farmácia.

 

O encontro desta tarde permitiu oferecer informações sobre a atuação do farmacêutico, instruir em relação ao conhecimento de doenças para poder se proteger, precauções com as DSTs que nem sempre apresentam sintomas, se tratar para não ocasionar sérias complicações que podem até levar à morte, não se aconselhar com pessoas despreparadas para ajudar e diante dos problemas, incluindo a gravidez na adolescência, contar aos pais. O uso de preservativo foi apresentado como único método que oferece dupla proteção: às DSTs e à gravidez.

Este é um projeto educacional sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter este projeto em funcionamento.
Doar