Padre Carmelo morre aos 74 anos e corpo é velado na Bom Jesus

 

Presidente Prudente, 16 de setembro de 2011 

Nesta sexta-feira (16/9) a comunidade católica de Presidente Prudente amanhece de luto pela morte do padre Carmelo Mercieca, ocorrido aos 74 anos de idade, às 2h da madrugada. É o fim de uma luta contra o câncer de próstata que subiu para o pulmão, o que provocava alternadas internações, sendo que no domingo teve alta e na noite desta quinta-feira (15/9) voltou para o Hospital Nossa Senhora das Graças.

O corpo é velado na Paróquia Bom Jesus de Pirapora, na rua Antonio Rodrigues, 1.073 – Vila Industrial. Às 19h30 desta sexta-feira haverá a primeira de duas missas de corpo presente, celebrada pelo bispo dom Benedito Gonçalves. A segunda missa será às 7h30 deste sábado (17/9) e logo após a saída do féretro para o sepultamento no Cemitério Municipal São João Batista.

 

O padre Carmelo havia completado 74 anos de idade no dia 17 de agosto deste ano. Era natural de Ilha de Malta, no Mar Mediterrâneo, ao sul da Itália e ao norte da África. Estava no Brasil há muitos anos. Durante 29 anos respondeu pela Paróquia Bom Jesus de Pirapora, de 1978, quando de sua criação, até 1º de julho de 2007, quando passou à condição de emérito (espécie de aposentadoria) e foi substituído na administração pelo padre João Pereira, procedente de Presidente Bernardes.

 

Num dos bairros mais antigos de Prudente que é a Vila Industrial – nome decorrente das serrarias que existiam no local, a construção da igreja de Bom Jesus manteve a comunidade muito próxima do padre Carmelo. O mesmo ocorreu com as capelas de São João Batista, na Vila Nova Prudente, na zona sul; Sant´Ana, no Jardim Planalto, e Nossa Senhora da Penha, na Vila Aurélio, ambas na zona leste.  Outras três capelas da paróquia Bom Jesus estão em construção, que são as de Nossa Senhora de Loreto, no bairro Aeroporto; São José, na Agrovila Banco da Terra – próxima ao Hospital Adolpho Bezerra de Menezes; e Nossa Senhora Aparecida, nas Chácaras Arilena.

Ordenado padre em 4 de julho de 1965, Carmelo exerceu o sacerdócio por 46 anos. Em Prudente, morava nas Chácaras João Paulo II, no bairro Aeroporto. Sua morte deixa de luto a comunidade católica prudentina. O prefeito Milton Carlos de Mello ´Tupã` (PTB) decreta luto oficial no município por três dias, em ato produzido pela Secretaria Municipal de Administração. O deputado estadual Ed Thomas (PSB) registra a morte do padre Carmelo na Assembléia Legislativa. Da família do padre Carmelo existe um único irmão no Brasil, Paulo Mercieca que também é padre e vem a Prudente para o sepultamento. Paulo exerce o sacerdócio na Diocese de São Roque, na cidade de Mairinque, a apenas 70 quilômetros de São Paulo.     

Este é um projeto educacional sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter este projeto em funcionamento.
Doar