Jornada menor une centrais

Presidente Prudente

Quarta-feira, 1º de julho de 2009 

A Central Única dos Trabalhadores – CUT -, a Força Sindical, a Central Geral de Trabalhadores Brasileiros – CGTB -, a Nova Central Sindical dos Trabalhadores, a União Geral dos Trabalhadores – UGT - e a Central dos Trabalhadores do Brasil – CTB - poucas vezes estiveram tão coesas quanto agora, na defesa da redução da jornada de trabalho.

Dirigentes das centrais dizem que vários países já têm carga semanal até menor que 40 horas, que há acordos coletivos por empresa que já têm 40 horas no Brasil, que a proposta pode servir como instrumento de enfrentamento da crise e que as centrais precisam se manter alertas em todas as etapas de votação do assunto no Congresso Nacional.

Este é um projeto educacional sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter este projeto em funcionamento.
Doar