Presbiteriana e Rotary Sul oferecem alfabetização para adultos


 

 

 

Presidente Prudente, quinta-feira 16 de abril de 2015

 

 

Fundada em 2000, a Escola Curso de Alfabetização para Adultos da Igreja Presbiteriana Independente Central de Presidente Prudente oferece, gratuitamente, cursos de alfabetização para homens e mulheres de todas as idades por professores voluntários aposentados, com o apoio do Rotary Club Presidente Prudente Sul. As aulas ocorrem as segundas, terças e quartas-feiras, sempre das 14h às 16h.

           

De acordo com a professora e coordenadora Esmeralda de Campos Vicentini, em média são dois a três professores por aula, oferecendo assim maior assistência aos alunos que pretendem aprender o ofício de ler e escrever. “Apesar de não termos vínculo com a Secretaria da Educação, servimos como base para que a pessoa se alfabetize, e caso tenha interesse, poderá ingressar no supletivo”, afirmou a professora.

 

Porém, atualmente, a Escola está em busca de pessoas que possam auxiliar nas aulas. “Estamos em carência de ajudante para professor, principalmente para a turma de iniciantes. Para participar, não é necessário ser professor formado ou possuir experiência anterior, basta ter disponibilidade e boa vontade”, ressaltou Esmeralda.

 

Através de doações, o Rotary Club Presidente Prudente Sul ajuda anualmente o Projeto com R$ 2000,00, o qual é destinado na compra de cartilhas e na distribuição do vale transporte aos alunos. Já a Igreja, além do prédio, disponibiliza giz e mantém a conservação da limpeza.

 

Segundo a educadora Teresa Rosa, muitos alunos iniciaram o curso sem saber escrever o próprio nome e saíram lendo até livros da literatura. “Além de ensinar o básico do Português e Matemática, nossa intenção também é aproximá-los da Palavra de Deus e da cultura, por isso semanalmente cantamos cantigas religiosas, folclóricas e patriotas”, disse.

 

A faixa etária dos alunos varia de 14 a 90 anos e, também podem se inscrever, aqueles com algum tipo de deficiência. “Hoje temos dois alunos especiais do sexo masculino com 20 e 50 anos que recebem aulas exclusivas”, afirmou Vicentini. “Desde 2008, meu filho saiu da Associação para Deficientes e veio estudar conosco, ele tem se desenvolvido muito bem”, garantiu a voluntária Silvana e mãe do aluno Leandro.

 

Com 82 anos, dona Dionísia de Oliveira Souza é aluna desde o início do Projeto. “Eu não sabia ler e escrever e agora leio até a Bíblia, pego ônibus sozinha e tenho uma vida independente”, garantiu a idosa, que, apesar de ter enfrentado alguns problemas de saúde, não desistiu das aulas.

 

Outro exemplo de sucesso é Edileusa Vieira Correia, que pretende se aprimorar na área de Culinária e Beleza futuramente. “Essas aulas são uma maravilhosas em minha vida, agora eu consigo pegar a cartilha e ler sozinha”, disse.

 

Além de brasileiros, a Escola também oferece alfabetização a alunos de outras nacionalidades, como coreanos, chineses e japoneses, que pretendem adaptar-se em nosso idioma. “Tivemos um caso de uma mãe brasileira que teve seu filho no Japão, mas retornou quando ele tinha 14 anos, e como ele estava com dificuldades de adaptação na Escola Pública, ela o trouxe para que ensinássemos a língua portuguesa”, relatou Tereza.

           

O Projeto iniciou através do Banco do Brasil, onde a sede era na Paróquia do São Judas. “Nessa época, fomos desafiados a ajudar, então reunimos os professores”, contou Esmeralda. No entanto, com alguns problemas, foi feito o desligamento com a Paróquia e, com o auxílio do Pastor da Igreja Presbiteriana Independente, a Escola foi transferida para o endereço atual, onde atua há 14 anos.


Serviço – Para fazer parte das aulas, o aluno deve comparecer à Escola, que fica localizada na Rua Siqueira Campos, 815, onde a matrícula é feita na hora. Mais informações: (18) 3221-8180

 

Este é um projeto educacional sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter este projeto em funcionamento.
Doar