Intepp recebe credenciamento definitivo do governo paulista

 

Presidente Prudente, terça-feira 19 de julho de 2016

                                                                                    foto - Isique, Dória e Del Trejo
A diretoria da Incubadora Tecnológica de Presidente Prudente (Intepp) comemora a obtenção de credenciamento definitivo junto ao Governo de São Paulo. Seu ingresso na Rede Paulista de Incubadoras de Empresas Tecnológicas (RPITec) está autorizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação; conforme publicação no Diário Oficial. Fato que, entre outros benefícios, abre a oportunidade para celebrar convênios sobre recursos financeiros ou aquisição de equipamentos junto ao Estado. Para o presidente da Intepp, Moacir Del Trejo, a medida representa o reconhecimento público.


“A importância de obter a credencial em definitivo é a de passarmos a estar inseridos numa série de possibilidades da obtenção de recursos junto às secretarias de governo”, afirma Del Trejo. O vice-presidente Emerson Silas Dória diz que estar apto em conseguir entrar em linhas de financiamento é um expressivo ganho para as empresas incubadas. O gerente Luís Horácio Ramos Isique reafirma essa condição e aponta algumas outras vantagens, como as de ampliar a visibilidade da Intepp e a de promover o intercâmbio sobre boas práticas com outros ambientes de inovação.


Em 2013, a Intepp obteve o credenciamento provisório. No final do mesmo ano foi possível assinar convênio de R$ 262 mil para mobiliar e equipar suas novas dependências, dez vezes maiores. Antes ocupava uma sala de 45 metros quadrados no campus I da Unoeste, sendo transferida para o campus II, num ambiente de 501 metros quadrados e com várias salas. Cumpridas as exigências administrativas e legais, avaliada em processo de estágio probatório devidamente monitorado pelo Estado, o secretário Márcio França, que também é vice do governador Geraldo Alckmin, autorizou o credenciamento em definitivo.


O monitoramento foi acompanhado pelo técnico da secretaria estadual Fernando Batolla que, numa visita em março do ano passado, elogiou a estrutura e a seriedade na aplicação dos recursos, que foram disponibilizados pelo governo.  “Vejo o credenciamento definitivo como resultado da sequência de um trabalho que cumpriu as exigências do projeto guarda-chuva, instituído em 2014, com o Sistema Paulista de Ambientes de Inovação (SPAI), que compreende o Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec) e a RPITec ”, comenta Dória.


O papel da incubadora é proporcionar condições para o desenvolvimento de projetos que possam se transformar em negócios empresariais, no que a Intepp tem os envolvimentos da Faculdade de Informática de Presidente Prudente (Fipp) da Unoeste e da Uninfo Jr; Associação Prudentina de Educação e Cultura (Apec), mantenedora da Unoeste; Associação Comercial e Empresarial de Presidente Prudente (Acipp); Prefeitura, através da Secretaria de Tecnologia da Informação (Setec) e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedepp); e a Faculdade de Ciência e Tecnologia (FCT/Unesp). A Faculdade de Tecnologia (Fatec) de Presidente Prudente também está envolvida, na condição de apoiadora.

Este é um projeto educacional sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter este projeto em funcionamento.
Doar