Regional do SindusCon promove a formatura de 50 mestre de obras

 

Presidente Prudente, 5 de dezembro de 2012

 

Em acompanhamento à política estadual do Sindicato da Indústria da Construção Civil (SindusCon-SP), voltada ao preparo profissional do trabalhador, a Regional de Presidente Prudente tem se empenhado nesse sentido e obtido ótimos resultados. É o que conta o diretor, engenheiro civil Luís Gustavo Ribeiro. Somente neste final de ano serão formadas duas novas turmas de mestre de obras, com a qualificação de 50 trabalhadores.

 

Quando as ações foram iniciadas no final dos anos 90, somente era possível conseguir formar cerca de dez alunos a cada dois anos. A falta de interesse estava associada à estagnação da construção civil. O interesse começou a aumentar no início dos anos 2000, quando começou o boom do setor. Também é levado em conta o aspecto cultural, em que o desinteresse se dava pela falta de motivação. Então, o SindusCon-SP assumiu o papel de motivador.

 

A partir daí, o número de formandos por turma foi crescendo, sendo possível um aproveitamento maior, devido ao menor número de evasão. Agora, neste ano foram necessárias duas turmas para atender meia centena de selecionados, dentre os mais de  160 inscritos. Com carga de 600 horas, as aulas da 11ª turma já terminaram e da 12ª encontra-se na reta final. A solenidade formatura está agendada para o dia 13 de dezembro, às 19h30 no auditório da Escola Senai Santo Paschoal Crepaldi, parceira desde o início da jornada de melhoria da mão de obra. Para 2013 estão previstas mais duas turmas.

 

O corpo docente plenamente qualificado, conduzido pelo diretor Sebastião Roberto de Andrade, aplica métodos e técnicas modernas para capacitar o trabalhador, todas elas pertinentes aos processos de construção e que possibilitam desenvolver qualidades pessoais, de gestão, de liderança, de competitividade e de empreendedorismo. A cada formatura, depoimentos dos formandos atestam a qualidade do ensino ofertado, capaz de mudar sistemas de trabalho e as vidas de suas famílias, para melhor.

Este é um projeto educacional sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter este projeto em funcionamento.
Doar