SindusCon e Senai ofertam formação em mestre de obras

 

Presidente Prudente, segunda-feira 19 de novembro de 2012  

 

 

A Regional do SindusCon-SP  e a Escola Senai Santo Paschoal Crepaldi anunciam inscrições para duas novas turmas do curso de formação de mestre de obras. Oportunidade ofertada ao trabalhador da construção civil que pretende ampliar seus conhecimentos, obter novas oportunidades e melhorar seu ganho pelos serviços prestados.  São 64 vagas, para 32 alunos que constituirão a 13ª e outros 32 a 14ª turma. O interessado, após inscrito, passará por prova de seleção.

 

As inscrições serão recebidas até o dia 11 de janeiro de 2013. Podem ser feitas no Senai ou no SindusCon, cuja sede regional fica na rua Eufrásio de Toledo, 277, no Jardim Marupiara.  São pré-requisitos a quarta série do ensino fundamental, que seja maior de 18 anos e tenha pelo menos dois anos de experiência comprovada em qualquer setor da construção civil.

 

São necessários os seguintes documentos: RG, CPF e carteira de trabalho (xerox), histórico escolar e comprovante de endereço com CEP. Em relação à carteira de trabalho existe a opção de ser apresentada carta de referência. A prova de seleção será no dia 24 de janeiro, com aulas a partir de 4 de fevereiro até dezembro de 2013. Serão de segunda a sexta-feira, das 19h às 22h. Duração de 600 horas. Uma turma fará aulas no Senai, na rua Roberto Mange, 151, no Jardim das Rosas; e outra no Cenntro Educacional Antônio Zacharias (Cepaz), na avenida Comendador Alberto Bonfigliolli, 2.700, no Jardim Villa Real.

O diretor regional Luís Gustavo Ribeiro (foto) anuncia que a finalidade é capacitar o trabalhador da construção civil a exercer a função de mestre de obras, através do emprego de métodos e técnicas pertinentes aos processos construtivos, possibilitando o desenvolvimento de qualidades pessoais, de gestão, liderança, competitividade e empreendedorismo. Diz que o público alvo são trabalhadores da construção civil de empresas filiadas ao SindusCon-SP, que exercem funções de mestres e encarregados de obras civis, que não possuem qualificação formal e outros profissionais em geral que possuem experiências na área da construção civil.

Este é um projeto educacional sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter este projeto em funcionamento.
Doar