Aprovadas as profissões de mototaxista, motobói e motovigia

   

Presidente Prudente

Quinta-feira, 9 de julho de 2009 

 

O plenário do Senado aprovou, na noite desta quarta-feira (8/7), a regulamentação das profissões de mototaxista, motobói e do motovigia. O funcionamento desses serviços, entretanto, dependerá de autorização da prefeitura de cada município. A matéria vai agora à sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Para exercer as três profissões, o trabalhador precisará ter 21 anos completos, dois anos como condutor de motocicleta e habilitação em curso especializado. Do motovigia serão exigidos documentos usuais como carteira de identidade, atestado de residência e certidões negativas de varas criminais.

Por questão de segurança, os profissionais deverão trabalhar com colete dotado de refletores. Dos motobóis a lei exigirá equipamentos de segurança como os mata-cachorros e as antenas corta-pipas.

Chamados tecnicamente de profissionais em serviço de comunidade de rua, os motovigias terão como obrigações observar o movimento de chegada e saída dos moradores em sua residência; acompanhar o fechamento dos portões do imóvel; comunicar aos moradores, ou à polícia, qualquer anormalidade nos veículos estacionados na rua e informar aos moradores, ou à polícia, a presença de pessoas estranhas e com atitudes suspeitas na rua.

A aprovação das três profissões foi bastante comemorada pelos mototaxistas e motobóis que lotaram a galeria do plenário do Senado. Ao fim da votação, eles cantaram o Hino Nacional.

As informações são da Agência Senado.

Este é um projeto educacional sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter este projeto em funcionamento.
Doar