Estiagem de agosto e setembro eleva preços agrícolas no Estado

 

Presidente Prudente, quarta-feira 31 de outubro de 2012

A falta de chuva nos meses de agosto e setembro elevaram os preços agrícolas no Estado de São Paulo. O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR), medido pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, teve alta de 0,87% na segunda quadrissemana de outubro.

A alta só não foi maior devido à queda no preço da cana-de-açúcar (-1,28%), produto que tem grande peso na composição do índice. Excluindo-se a cana, a elevação seria de 2,8%.

De acordo com o IEA-Apta, a estiagem prejudicou, elevando o preço dos itens. As maiores altas foram registradas pela batata (+21,82%), feijão (+12,35%), laranja para mesa (+6,93%) e carne bovina (+4,45%). Na outra ponta, a banana nanica (-16,6%), a carne suína (-2,57%) e os ovos (-1,62%) tiveram as maiores baixas nos preços

Este é um projeto educacional sem fins lucrativos.
Ajude-nos a manter este projeto em funcionamento.
Doar